PLAYLIST

quinta-feira, 30 de março de 2017

"DEUS TE ABENÇOE... EU TE AMO!"


Publicado em 22 de março de 2012

"Ele nos dizia: 'Deus te abençoe' e, depois, 'Eu te amo', todos os dias. Agora, quantos chefes dizem que te amam?!

Eu acho que nunca trabalhei com um artista que amasse mais os seus fãs!

O legado de Michael, na minha perspectiva, é o Amor. Isso é o que ele queria que o mundo tivesse. Ele disse que precisamos de mais Amor, no filme. 

Michael amava seus fãs e ele amou o mundo. Ele queria colocar mais amor no mundo."

(Michael Bearden - diretor musical, tecladista, arranjador e compositor - participou da Banda de THIS IS IT)

____________________________________


"Michael era um rei de grande magnitude... ele não era só o Rei do POP. Como a Academia de Cinema recordou-nos ontem à noite, durante o Oscar; MJ foi um Rei das Artes e das Ciências também.

Para muitos de nós, esses atributos significam muito. Mas, ainda mais, acho que fãs de Michael devem lembrar algo que as pessoas raramente reconhecem: Michael era um Rei da Bondade. [...] E a minha própria homenagem a Michael, como eu tento lembrar todos os dias da minha vida, é aprender com ele. Realmente, é muito difícil se espelhar no Man In The Mirror. É difícil ser mais amoroso, ser mais tolerante, e mostrar bondade a estranhos. No entanto, Michael fez isso todos os dias, mesmo diante da humilhação pública e da zombaria.

Posso estar tendo uma chance de ser muito 'mole' com essas observações, mas eu só preciso dizer ao Michael: MUITO OBRIGADA por ter fixado tão alto os limites."

(Aphrodite Jones - jornalista e escritora - Cerimônia Oscar 2010)

________________________________



"Foi incrível trabalhar com Michael. Era extraordinário estar com ele porque ele era apenas ridiculamente famoso... Era como estar com Jesus, eu costumava dizer, porque as pessoas o viam e entravam em histeria."

(John Landis - diretor de Thriller e Black or White)

segunda-feira, 27 de março de 2017

A MISSÃO


Publicado em 21 de março de 2012

Amor sem pátria, sem fronteira, sem limites... Esse é o Amor de Michael, que as pessoas não compreendem e tergiversam, não por maldade, mas por incapacidade de alcançar essa magnitude de alma. Segundo Kenny Ortega, seu diretor em turnês, o verdadeiro motivo das turnês - que o desgastavam ao extremo - era conhecer, ver de perto as feridas da Humanidade e tentar, se não curá-las, pelo menos amenizá-las. O compromisso artístico é uma obrigação profissional, o trabalho humanitário é uma escolha da alma. E isso sempre foi muito claro em Michael.

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

"Ele apertou a mão de centenas de pessoas, beijou crianças nos hospitais e em instituições para doentes mentais. [...] Depois que Michael leu uma oração na Basílica de Nossa Senhora da Paz, na Costa do Marfim, um menino de 9 anos exclamou: 'Michael é o amor, amor, amor! Quero ser como ele'. (JOHNSON - 1992).

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

Michael foi ridicularizado até por ser um homem bom, mas ele não se importava com a pequenez de alma dos que o julgavam, pois tinha consciência de sua vocação, de sua missão humanitária: doar Amor.

Algumas pessoas não entenderam, outras se aproveitaram para explorar e até mesmo extorquir. "Eu não me importo quando as pessoas riem ou com o que dizem". Isso é ter centro, é ter identidade... o Ser é o que é, em absoluta honestidade com seu estado de alma, a despeito do que o rodeia.

Michael sempre representou os que não têm voz no mundo, principalmente as crianças. Para ele, elas precisavam de uma "consciência mundial" e de aprender a lidar com a vida. Isso explica o fato dele andar empencado de crianças onde quer que fosse: para ser luz em suas consciências, mostrar o caminho, ser o espelho onde elas pudessem mirar e se orientar.

Neverland sempre foi mais do que uma residência no campo, muito mais do que um parque de diversões. Neverland era um santuário, onde se buscava resgatar a alegria e a espontaneidade perdidas, ou melhor, deixadas para trás no louco afã da idade adulta: idade do medo, da competição, da manipulação, da falsidade... idade das ilusões. Sim, porque nos esfolamos correndo atrás de uma felicidade que não se encontra no TER; felicidade se encontra no  SER: ser simples.

É lá que Michael conseguia restaurar, mesmo que por um dia ou algumas  horas, a infância e o gorjeio de centenas de crianças, umas pobres outras doentes, que visitavam seu rancho semanalmente. "Minha mais afetuosa lembrança aqui (Neverland) foi uma noite em que a casa estava cheia de crianças carequinhas. Todas elas tinham câncer. Um garotinho virou-se para mim e disse: 'Este é o melhor dia da minha vida!' Eu tive que conter as lágrimas." 

Fonte: trechos do livro "SIMPLESMENTE MICHAEL - Mistérios e Enigmas de uma Lenda Viva)

Unindo o mundo no AMOR! O Brasil estava lá!

Uma favela sem armas e sem drogas em respeito à passagem do AMOR!
-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

Este artigo é protegido por direitos autorais. O autor dá permissão de compartilhá-lo, através de qualquer meio, contanto que os créditos sejam incluídos, o nome do autor, a data da postagem e o local de onde se obteve a informação divulgado com o corpo da mensagem. É expressamente proibido sua comercialização sob qualquer forma ou seu conteúdo adulterado ou parcialmente divulgado (trechos da mensagem) ou utilizado para base de qualquer trabalho sem permissão prévia do autor. Sempre incluir o endereço eletrônico do site oficial no Brasil: www.michaelsiriano.blogspot.com.

sexta-feira, 24 de março de 2017

EXEMPLIFICANDO O AMOR INCONDICIONAL

 
Publicado em 16 de março de 2012

Este é um episódio relatado por Majestik Magnificent, amigo de longa data da família Jackson, e que conviveu com Michael durante décadas.


Em um dia de primavera, por volta dos dias de Thriller, Majestik (amigo da família) e Michael estavam em Hayvenhurst, na casa de Jackson. Eles estavam indo da parte baixa da garagem para o estúdio na parte de trás da propriedade. Eles conversavam e davam risadas, enquanto caminhavam.
Majestik estava conversando com Michael, quando percebeu que ele não estava mais ao lado dele, mas estava se inclinando para baixo, olhando para o chão e chorando.
Ele disse: “Michael, o que você está fazendo?”
Michael respondeu com lágrimas escorrendo pelo rosto: “Olhe, é um filhote de pássaro e está morto!!”
Majestik, não sendo tão emotivo quanto Michael e com o pensamento concentrado em outros assuntos, lhe disse: “Michael, é apenas um pássaro. Não há nada que você possa fazer sobre isso agora. Cara, está morto... Vamos! Temos que ir. Vamos!”
Michael levantou-se, olhou para ele e com sua voz suave e seu enorme coração, implorou: “Majestik, este era um ser vivo, com um coração e uma alma, como nós. Temos que fazer alguma coisa!”
Majestik insistiu enfaticamente: “O que você vai fazer, Michael? Ele já está morto. Não há nada que você pode fazer agora.”
Majestik percebe que Michael está agora no chão, de joelhos, cavando um buraco com as mãos para enterrar o pássaro. Michael diz: “'Nós temos que enterrá-lo. Nós não podemos deixá-lo aqui, também temos que fazer uma oração por ele”.
Ele, então, termina de cavar o buraco, ali coloca a ave e a cobre com a terra. Ao final, bate suavemente com a mão, levanta-se e insiste que Majestik também fique junto dele para que possam fazer uma breve oração.
Michael conduz a prece e pede a Deus que abençoe o pequeno filhote de pássaro e o leve para o Céu.
Majestik, pensando que Michael tivesse terminado, diz: “Ok... agora vamos lá. Vamos. Temos trabalho a fazer. Vamos lá! Vamos agora!”
Michael ignora o chamado do amigo e agora observa uma árvore próxima, de onde o pássaro havia caído. De repente, ele sobe na árvore, até alcançar o ninho. Cuidadosamente, arruma a posição do ninho para que os outros filhotes não venham a cair também.
Michael havia cumprido a sua missão, em um dia de primavera. Então, ele desce. Retorna para junto de Majestik, seguindo o seu caminho para o estúdio.
Este episódio foi contado por Majestik, amigo da família Jackson
______________________________________

Fonte: Fonte: http://mjsmoonshine.blog.com/just-michael/derr
Enviar por e-mailBlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar no Orkut
Fonte: http://cartasparamichael.blogspot.com/2012/03/majestik.html

quarta-feira, 22 de março de 2017

NÃO MATE O MENSAGEIRO – MAIS EXPANSÃO


Escrito por Barbara Kaufmann

Publicado em 14 de fevereiro de 2012


Começamos uma conversa sobre a expansão. Você deseja continuar essa conversa? Você está interessado em expansão? Em explorar o que é o próximo passo para "o legado?"

Michael Jackson disse claramente e repetidas vezes: "Tu és o meu legado." Ele não disse: "Minha música é o meu legado, meus curtas são o meu legado, meus livros são o meu legado, minha dança é o meu legado, minha história é meu legado; Neverland é o meu legado, meu moonwalk é o meu legado ".

Ele disse: "Tu és o meu legado."

Quem você acha que o "tu" é?

Nós temos falado neste espaço sobre o "O Centésimo Fenômeno do Macaco", sobre o "ponto de inflexão" e "massa crítica." Nós falamos sobre círculo e estar no círculo -círculos e círculos e falando o poder dos círculos. Que forma é o mundo?

Nós examinamos a realidade de que o efeito de pessoas reunidas em círculo será maior que a soma de suas partes. Mateus 18:20 da Bíblia cristã diz: "onde dois ou mais de vocês estiverem reunidos em meu nome, aí estou eu no meio de vós."

Nós falamos sobre a magia e como as pessoas em círculo em uma mentalidade expandida cria a magia extraordinária. Examinamos a sua inspiração "gênese”.

Nós rimos e choramos, ficamos irritados e gritamos, sorrimos e ficamos indignados e tristes e curamos juntos. Temos procurado respostas de "por que isso teve que acontecer", para as perguntas difíceis que examinam os mistérios da vida. Temos viajado e explorado o espaço profundo juntos. Espaço interior.

Eu já disse muitas vezes que os fãs de Michael Jackson estão despertos. Fãs de Michael Jackson podem mudar o mundo. Aqui está o porquê eu disse isso:

Há realmente uma fórmula do número mínimo exigido para fazer uma mudança em uma sociedade. Você toma 1% da população de uma sociedade e, em seguida, tira a raiz quadrada desse número; este é o número de pessoas que é preciso para começar a fazer mudanças na realidade. Se você fizer isso na matemática da Terra, ele sai para apenas 8.366 pessoas necessárias para começar a mudar a realidade, para 7.000 milhões na Terra, mais ou menos! Isso é 8.366 pessoas do núcleo duro que realmente estão sendo a mudança que queremos ver no mundo.

Há milhões de fãs de Michael Jackson em todo o mundo. Nós só precisamos de cerca de oito mil e quinhentos deles para mudar o mundo.

Deixe-me saber se você quer continuar este diálogo. Michael Jackson sabia disso há vinte anos atrás. Ele falou repetidamente. Ele sabia da sua missão de vida neste mundo e ele conhecia o seu legado. Você é esse legado. Eis o seu potencial. Eis as possibilidades:

________________________________

Fonte: http://www.innermichael.com/2012/01/dont-kill-the-messenger-more-expansion/
Fonte: http://michael-iloveyoumore.blogspot.com/2012/02/nao-mate-o-mensageiro.html


domingo, 19 de março de 2017

ENTENDENDO A LUZ DE MICHAEL

Artigo publicado em 09/02/2012

"If you wanna make the world a better place, take a look at yourself and make a change" - Se você quer fazer do mundo um lugar melhor, dê uma olhada em si mesmo e faça uma mudança - (Man in the Mirror)


Bodhisattva é um ser iluminado que fez o voto de servir generosamente a todos os seres vivos, com bondade amorosa e compaixão, para aliviar sua dor e sofrimento e levá-los ao caminho da iluminação.


Para a visão simplista da ciência terrena, alquimia é o processo químico de transformar metais pesados (ferro, cobre, chumbo) em o metal mais nobre do Universo: o ouro. Porém, tudo que está fora está dentro, pois somos UM com o Criador e com a Criação. Somos a teia perfeita de uma rede de corpos interligados que, na tridimensionalidade, se condensa no corpo físico: a aparência que nos identifica. Quero frisar: apenas aparência, pois que tudo é vibração, ou seja, a frequência de informação que produz uma imagem (matéria) ou uma forma-energia (impressão). Portanto, a alquimia humana é transmutar as energias densas da terceira dimensão para energias sutis de dimensões superiores: o ouro interno. Por tal motivo nomeia-se "Idade de Ouro" a era vivenciada por seres iluminados.

"Quando você abre seu corpo para a Luz, você abre um fluxo de inteligência. Você concorda em executar uma determinada tarefa e é constantemente levado a essa tarefa por outras partes de si mesmo, até que se eleve, ou seja destruído. Você tem a escolha. Você tem a opção de abrir-se à luz ou não. Tornar-se a âncora de frequência que cria uma nova consciência global e a torna disponível" (Pleiadianos)  

Michael socorre as vítimas de SARAJEVO,
 levando 42 toneladas de alimentos em um jumbo fretado

Michael visita um bairro de população carente na China, levando alimentos e carinho 

Michael e Mandela: juntos pela África

Fazer escolha!   Michael a fez!


O artista (natureza humana) teve que desaparecer para que o poder alquímico (transmutador) do Mestre/Arcanjo (natureza divina) pudesse agir sobre o mundo, "obstetrícia planetária" para o surgimento da Nova Era ou Nova Idade de Ouro.

Para que alguns despertem a consciência, outros tantos tem que verter lágrimas, pensando-o perdido para sempre. Mas há um plano cósmico em jogo, há o destino da humanidade em jogo, e Michael, mesmo sofrendo pelos que choram inconsolados, teve que optar por reunir o seu exército de "Soldados do Amor" para curar o mundo. Não havia mais tempo.

Lamentavelmente, poucos o compreenderam até agora e poucos mais o compreenderão daqui para frente, pois é necessário quebrar resistências, quebrar paradigmas, quebrar conceitos milenares para sair do senso comum e entrar na mente prodigiosa e na alma superior de Michael Joe Jackson.

Para enxergar o Mestre em seu ofício também é preciso fazer escolhas e olhá-lo além do astro, do filho, do irmão, do pai, do amigo. Hoje, caberia a Michael a célebre frase de Jesus: "Quem é minha mãe? Quem são meus irmãos?" Michael, hoje, não é mais da música, não é mais filho de Joe e Kathe, irmão dos Jacksons, pai de Prince, Paris e Blanket, amigo de Miko Brando e Chris Tucker... Em 25 de junho de 2009, Michael transcendeu a barreira da nossa dimensão para existir na dimensão cósmica dos seres que não têm rótulos ou limites da realidade física.

Portanto, não se espantem quando Kathe se emociona ao falar de seu filho Michael com saudade, ou os amigos tenham lágrimas furtivas ao recordar as alegrias dos bons momentos ou as dores dos momentos difíceis que passaram em sua companhia. De certa forma, esse Ser restrito ao tempo, ao espaço, à família consanguínea ou às amizades próximas não existe mais: ele abraçou o mundo. Foi para isso que veio.

O Michael que, com certeza, teremos de volta é o Homem Cósmico, o Homem Luz (Ligth-man), o ser transcendental que, mesmo ainda ausente - e agora mais do que nunca -   provoca mudanças, transforma vidas para melhor, transmuta corações da cegueira para a luz espiritual, guia seres que já dispõem de algum lampejo de Luz como efeito multiplicador e vai curando o mundo de sua maior miséria: a miséria de consciência.


"Michael tinha um certo tipo de magia. Conheço um monte de gente que ouve suas canções e diz 'ele é a magia', mas Michael tinha um jeito, e quando você passava um tempo com ele, você acabava mudando para melhor: é como um abrir de olhos. O seu espírito muda, se enche de exuberância e alegria e você se torna como ele: tenta mudar o mundo também". (Marvin Butts - guarda-costas de Michael por 15 anos que hoje realiza ações filantrópicas)

"Deixei as drogas após ter ouvido Michael cantar 'Man In The Mirror'" (Brian Hotchkis - EUA)

"No budismo, há uma existência iluminadora conhecida como Bodhisattva. Nesta condição, uma pessoa decide adiar a realização do nirvana, a fim de aliviar o sofrimento dos outros.[...] Eu conheci muitas celebridades, mas não havia ninguém como Michael Jackson. Realmente, não." (Dr. Patrick Treacy (médico irlandês, ativista humanitário e amigo de Michael)

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

Este artigo é protegido por direitos autorais. O autor dá permissão de compartilhá-lo, através de qualquer meio, contanto que os créditos sejam incluídos, o nome do autor, a data da postagem e o local de onde se obteve a informação divulgado com o corpo da mensagem. É expressamente proibido sua comercialização sob qualquer forma ou seu conteúdo adulterado ou parcialmente divulgado (trechos da mensagem) ou utilizado para base de qualquer trabalho sem permissão prévia do autor. Sempre incluir o endereço eletrônico do site oficial no Brasil: www.michaelsiriano.blogspot.com.

quinta-feira, 16 de março de 2017

O AMOR EM AÇÃO...

SEM PALAVRAS!


Um coração que sempre chega
aos lugares que o mundo esqueceu

terça-feira, 14 de março de 2017

- WATH MORE CAN I GIVE -


(O que mais eu posso doar)

Publicado em 21/01/2012

Composição, arranjos e produção de Michael Jackson em socorro às vítimas do ataque terrorista de 11 de setembro de 2001, em Nova York, que resultou em 2.996 mortes. A canção, que já existia desde 1999, foi reescrita para conscientizar o mundo a respeito da violência desenfreada, ceifando vidas em massa; afinal, a real miséria da humanidade não é de recursos materiais, mas sim de nível de consciência.


O concerto beneficente, com a participação de dezenas de estrelas do showbusiness, foi realizado em 21 de outubro de 2001, no Estádio RFK, em Washington D.C. Na ocasião, Michael fez uma pequena preleção às famílias das vítimas dos ataques, dizendo-lhes que elas não estavam sós. 


THANKS, MY LORD!

domingo, 12 de março de 2017

PEOPLE OF THE WORLD
(Pessoas do mundo)

Publicado em 13/01/2012

Michael compôs, fez os arranjos e produziu esta canção para a banda japonesa J-FRIENDS, em 1999, para angariar fundos aos sobreviventes, especialmente às crianças órfãs em consequencia do grande terremoto de Kobe/Japão, em 17 de janeiro de 1995, quando morreram 6.434 pessoas.


CURANDO AS FERIDAS DO MUNDO


THANKS, MY ARCHANGEL!

sábado, 11 de março de 2017

O SILENCIOSO DIÁLOGO DE MICHAEL IV

"A PROMESSA DE UM OUTRO AMANHÃ..."
Publicado em 12 de janeiro de 2012

Um pequeno manuscrito de Michael - um poema ou trecho de alguma canção - estará sendo leiloado pela Casa Bonhams. Pesquisas mostram que os versos são inéditos, pois não pertencem a nenhuma canção conhecida.

Mais um despretensioso bilhete perdido... mais uma gota da Verdade a conta gotas... "Quem tiver olhos de ver e ouvidos de ouvir" que veja e ouça o Mestre em seu ofício...


"Across the sea of time
We shall meet on endless shores
Counting our blessings of loves eternity
The promises of another tomorrow
So let us meet endless shores
At the break dawn"

Através do mar do tempo
Nos encontraremos em praias infinitas
Contando as bênçãos da eternidade do amor
As promessas de um outro amanhã
Então nos reuniremos nas infinitas praias
Ao romper da aurora.



Eu vivo por esse dia, meu amado Arcanjo, quando seu exército de girassóis estará todo reunido e feliz pelo êxito da missão, na "aurora" planetária, em um "outro amanhã", onde impere a lei do Amor e o mal seja vencido, sob as "bênçãos" e a proteção da tua espada de prata da Justiça e da Verdade.


Espero que meu sol pessoal brilhe o suficiente para transmutar-me em girassol e proporcionar-me a felicidade de estar de mãos dadas contigo no amanhecer da Galáxia.

NAMASTÊ, MY LORD!

quarta-feira, 8 de março de 2017

AMANDO UM SER DIVINO

Artigo publicado em 04/01/2012

Alguns relatos de pessoas que tiveram contato direto com Michael Jackson me chamaram a atenção.  O primeiro deles foi o relato de uma pessoa (não propriamente uma fã), meses após a suposta morte, que infelizmente não registrei o nome nem guardei a fonte, pois, naquele momento, era apenas um fato isolado.

Ela conta que ao conhecer Michael pessoalmente e receber dele um abraço, sentiu uma emoção tão forte que ela seria incapaz de descrever. Sentiu uma leve sensação de vertigem, uma alegria inexplicável e um profundo respeito por aquele ser com jeito de menino tímido.

Acrescentando-se, ultimamente, relatos de fãs que viveram situações semelhantes, comecei a denotar algo bastante intrigante, que é a repetição do esquecimento, da amnésia emocional que não é momentânea, após o primeiro encontro com Michael. As pessoas não se lembram como se despediram dele nem como voltaram para casa.

Desconheço o processo psicológico que produz isso (se é que é só psicológico) e minha intenção é apenas registrar esses fatos e chamar à reflexão. 

- Linda Roberts:
Cantora americana, da Banda Double Vision, conheceu Michael Jackson em 1983, no Royal Plaza Hotel, em Lake Buena Vista (Flórida), onde o astro de Thrillher tinha uma suite cativa na cobertura.

A cantora se apresentava com a banda na discoteca do Hotel, chamada "The Giraffe", cantando Wanna be startin' somothin', no mesmo momento em que Michael jantava no restaurante ao lado, e a ouviu. A performance de Linda o emocionou a ponto de lhe mandar um bilhete de felicitações, entregue por um dos garçons. O resto da noite, Linda cantou com a alma inúmeras canções de Michael.

Encerradas as apresentações, um dos seguranças de Michael, sem que ela soubesse quem ele era, a levou até o Rei, que estava se deliciando em uma banheira de hidromassagem, vestindo somente um short.

Completamente descontrolada pela emoção e por algumas doses de bebida alcoólica que havia ingerido no clube em comemoração ao seu aniversário, Linda pulou na banheira completamente vestida, assustando Michael. Ainda assim, o "Rei da Gentileza" agiu com extremada calma e atenção, pedindo ao segurança que buscasse roupas secas em sua suite, para a jovem se trocar (toalha do Mickey e moletom do Mickey). Michael estava preocupado que ela adquirisse um resfriado. Ele só queria dar a ela, por gratidão às músicas que ela cantou, o presente de conhecê-lo. 
_ Está tudo bem, eu entendo, é seu aniversário _ disse-lhe _ Feliz aniversário, linda!

Relato de Linda Roberts:
"Isso ocorreu há 26 anos e eu estava muito bêbada. E o mais estranho é que eu não consigo me lembrar outra coisa. Não só sobre essa noite, mas sobre todo o resto da semana. Não me lembro de ir para casa naquela noite, eu não sei como cheguei em casa. Não me lembro de realizar o resto do show no 'Giraffe'. Minha mente está tão em branco, não me lembro muito de nada a não ser do tempo em que estava com Michael, até cerca de uma semana depois, quando comecei a lembrar a minha vida novamente.

É como se minha memória tivesse sido removida. O que aconteceu depois é um completo mistério para mim. É como se o tempo tivesse parado ou não existisse. Você pensaria... como alguém poderia esquecer parte do que ocorreu durante o encontro com Michael Jackson? E eu me pergunto a mesma coisa.

Como eu poderia não saber o que aconteceu? Eu sei que minha mãe estava animada com a nota de dólar autografada por Michael. Eu dei a ela, mas eu sinceramente não me lembro de dar a ela. Não só isso, mas eu nunca falei muito sobre isso para ninguém. Eu nem me lembro de ter contado à minha Banda que eu o conheci e que fiquei na banheira com ele. Tenho certeza de que contei, mas eu não me lembro de ter feito isso.

Estou na estrada por cerca de 15 anos e nunca mais pensei sobre meu encontro com Michael. Por que não? Eu não posso explicar isso, não faz qualquer sentido para mim.

Agora, após 26 anos, o dia em que ele morreu trouxe isso à memória e não consigo parar de pensar sobre isso, pensar no jeito que o conheci e também a causa da perda de memória."

Fonte: http://cartasparamichael.blogspot.com/2011/12/linda-roberts.html

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

- Uma policial alemã:
A Reverenda Barbara Kaufman, que passou a estudar a vida de Michael após 25 de junho de 2009, escreve sobre um episódio integrante ocorrido com uma mulher policial, em 1992, na Alemanha, quando Michael lá esteve com sua Dangerous World Tour. Ela gostava das músicas de Jackson e resolveu ir ao concerto.

No dia seguinte, ela estava em um dos famosos cafés alemães, quando viu um homem de pé à porta de uma loja próxima. Ele perguntou se ela havia assistido o concerto de Michael e como se sentiria se pudesse conhecê-lo.

Nesse momento, ela vê um homem alto, magro e muito parecido com Michael Jackson saindo da loja. Era Michael. O segurança se adianta:
_ Hei, Mike?! Tem uma fã aqui que gostaria de conhecê-lo.

Em uma fração de segundos _ narra a policial _ era como se o seu queixo não lhe pertencesse e os olhos saltassem da órbita, enquanto Michael caminhava em sua direção. Ela fita seus olhos, ele relaxa e sorri...

A policial não se lembra de nada que aconteceu depois disso; somente da sensação e do perfume de Michael. Não se lembra de se terem abraçado, não se lembra do que disse nem do que ouviu... apenas sentiu algo estranho: uma sensação de proteção, segurança, como se fora embalada e uma onda de muito calor.

Descreve a sensação como um "conforto humano esmagador", que nunca mais voltou a sentir.


-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

- Stefania Capasso:
Fã de Michael, residente em Nápoles (Itália) e mãe de dois filhos, encontrou Michael pessoalmente, em 1996, durante a passagem da HIStory Tour, em Praga.

Para tornar-se visível a Michael, Stefania pintou uma enorme tela (3x2m), retratando o ídolo em um campo, sentado sob uma árvore, cercado de personagens de Walt Disney, com Peter Pan em seu colo e Topo Gigio segurando a bandeira da Itália.; e foi para a frente do Hotel Intercontinental, onde Michael estava hospedado.

Como em outras ocasiões, da janela do hotel, ele escolheu alguns fãs para subirem à sua suite e terem um contato pessoal. Stefania foi uma das escolhidas, junto com alguns outros fãs que ela não conhecia.

A emoção que ela descreve me fez chorar somente ao ler o relato, que é bem extenso. Mas como o objetivo dessa postagem é enfocar estados de amnésia que acomete alguns fãs após o primeiro contato pessoal com Michael, resumo apenas a parte que faz alusão ao fato.

Relato de Stefania Capasso:
"Ele me perguntou porque eu tinha escolhido pintá-lo debaixo da árvore. Eu disse: Eu não sei, tive uma inspiração, dizendo que 'eu vi', antes de pintá-lo, e ele disse: 'Claro! Você teve uma visão! A árvore tem um significado para mim.' Michael disse que levaria para casa e o colocaria em seu quarto. Eu não podia acreditar que eu disse: obrigada, e ele: 'Não, obrigado! É um presente maravilhoso! É cheio de amor!' e em seguida passou a dizer: 'Obrigado, eu te amo!'"

Quando Michael a abraçou para uma foto, Stefania sentiu-se tonta, como se a sala estivesse girando, e o coração batia tão forte que podia ouvi-lo. O olhar profundo, a voz doce e o perfume de baunilha a arrebataram e ela se atirou em seus braços, chorando. Ele a acolheu com carinho paternal e pacientemente esperou que ela se acalmasse.

Despedindo-se daquele momento mágico, ela entregou a Michael um saco de presentes que seus amigos haviam mandado. Ele lhe pediu ajuda para abrir, atrapalhado com ansiosa curiosidade de uma criança.

"Eu, honestamente, não me lembro o que continha o saco; tive um lapso de memória a partir daquele momento, eu não me lembro de nada! Juro! Eu não me lembro como nós nos dissemos adeus, não me lembro quem me levou para baixo, não me lembro se as meninas que subiram comigo tinham ido embora antes, ou saíram comigo. Tudo que sei é que eu me encontrava sentada em uma calçada na rua, chorando!

Eu não sei porque nunca me lembrei do que aconteceu, naquele momento, minha memória foi completamente removida! Treze anos desde então e, apesar de todos os esforços, nunca consegui me lembrar."

Stefania termina o relato, dizendo que ficou chocada com a sensibilidade e a doçura de Michael; que ele é realmente um anjo e que viverá para sempre em seu coração.




-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

Este artigo é protegido por direitos autorais. O autor dá permissão de compartilhá-lo, através de qualquer meio, contanto que os créditos sejam incluídos, o nome do autor, a data da postagem e o local de onde se obteve a informação divulgado com o corpo da mensagem. É expressamente proibido sua comercialização sob qualquer forma ou seu conteúdo adulterado ou parcialmente divulgado (trechos da mensagem) ou utilizado para base de qualquer trabalho sem permissão prévia do autor. Sempre incluir o endereço eletrônico do site oficial no Brasil: www.michaelsiriano.blogspot.com. 

domingo, 5 de março de 2017

"THIS IS IT"
- DESPERTANDO CONSCIÊNCIAS -
Entendendo a ausência de Michael Jackson 


This Is It é um filme, sempre foi um filme. Um filme que tem uma intenção tão surreal que o mundo sequer ousa imaginar e consegue vê-lo apenas como uma coletânea de ensaios de um show que não aconteceu.

Tanto quanto surreal é a suposta "morte" de Michael, cuja intenção é se fazer presente além do palco. A mensagem é: eu lhes ensinei pastorear, agora vão atrás de seus rebanhos, que formarão outros rebanhos, e outros rebanhos, e mais rebanhos... até que o mundo seja curado.

Light-Man, o Homem-Luz, e seu exército de girassóis, curando o mundo nos quatro anos que nos restavam desde 25 de junho de 2009 até 2012... isso é THIS IS IT!

O despertar das consciências

"O filme This Is It teve um grande impacto em mim. Assisti o filme 11 vezes. Desde então, tudo na minha vida mudou. Eu não posso parar de desenhar Michael Jackson agora. Sou designer editorial e também trabalho com ilustração. Estou muito feliz em poder dedicar minha vida a desenhar Mike". (Hitomi Osanai - disigner japonesa - Fonte: cartasparamichael.blogspot.com)

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

"Enquanto eu admirava seu trabalho, eu não poderia me chamar de fã e eu certamente não tenho momentos importantes do meu passado associados com as músicas de Michael. [...] Até que fui ver o filme This Is It. Algo aconteceu. Chame a isto de curiosidade, chame de encantamento, não importa; mas fui atraída de alguma forma para olhar mais de perto a vida desse homem e do seu trabalho[...]

Aqui estou, neste momento, em uma encruzilhada no caminho, que se tornou a coisa mais importante para mim. Se você tivesse me colocado frente-a-frente com Dalai Lama para aprender sobre o amor no mundo, eu teria celebrado. Se tivesse me dito que Sri Sri Ravi Shankar ou Ganga Ji se tornariam meus guias espirituais, eu teria ficado surpresa, mas satisfeita. Mas se você me dissesse que eu iria me encontrar aos pés de alguém que usa meias que brilham e fica na ponta dos pés em seus sapatos, eu teria sorrido e recusado. No entanto, tivesse você mencionado que o meu guia seria Michael Jackson, eu teria corrido pela minha vida". (Reverenda B. Kauffmann - escritora, educadora e ativista)

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

"Vocês vão achar estranho o que vou dizer, mas eu olho para This Is It na globalidade e chego à conclusão de que a essência desse filme não é nova. Depois de começar a analisar, pensar, descobrir o significado disto e daquilo; de ver os gestos e as canções, eu chego ao final e constato que o filme não é novo. Eu já o vi antes. Olhem bem para This Is It e para tudo o que você conhece sobre a vida de Michael Jackson... Você não está tendo um dejà vu?! 

É que eu olho para Michael, para sua vida e para sua obra e reconheço nele esse cara aqui:



É a mesma vida, a mesma história, as mesmas alegrias, as mesmas dificuldades e a mesma mensagem!

O título do filme é 'This Is It - descubra o homem que nunca conheceu'. No entanto, no final destas análises, acabei por constatar que ando a amar, conhecer, desvendar e ajudar a divulgar a mensagem deste Homem há mais de dois mil anos.

Eu apenas espero que daqui a dois mil anos a Humanidade já tenha apreendido a mensagem dele e esteja a viver em um Mundo onde apenas exista a Luz de Deus. Um Mundo onde os seres humanos se amem uns aos outros como irmãos, onde haja paz, alegria e respeito por tudo que existe e venha a existir".
(Fonte: speechlesslovemj.blogspot.com)


-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

Este artigo é protegido por direitos autorais. O autor dá permissão de compartilhá-lo, através de qualquer meio, contanto que os créditos sejam incluídos: nome do autor, data da postagem e o local onde se obteve a informação divulgada com o corpo da mensagem. É expressamente proibida sua comercialização sob qualquer forma ou seu conteúdo adulterado ou parcialmente divulgado (trechos da mensagem) ou utilizado para base de qualquer trabalho sem prévia permissão do autor. Sempre incluir o endereço eletrônico do site oficial no Brasil: michaelsiriano.blogspot.com.

quinta-feira, 2 de março de 2017

SOBRE O QUÊ MICHAEL ESTÁ FALANDO...


“Um Despertar (de Consciência) não significa que um indivíduo desperta. Significa que o conceito de ser um indivíduo desaparece; todas as atitudes mentais sobre a individualidade vão embora. Elas se dissolvem porque não são a Verdade. [...] A verdade não pode ser conhecida através dos cinco sentidos. Apenas a experiência completa deste conceito é capaz de dissolver toda a ilusão e despertar.
Quando eu menciono um Desperto, transmito um conceito sobre um indivíduo, não uma descrição do mesmo. Um Desperto não tem uma descrição adequada – nenhum rótulo se encaixa.
Florestas não são árvores e árvores não são florestas. Despertar faz com que as árvores percebam que nunca foram nem uma árvore ou uma floresta. Supor que a verdadeira identidade de uma pessoa é o corpo ou a história pessoal do indivíduo é o mesmo tipo de má-identificação. Nenhuma árvore é somente o personagem que se manifesta no momento, e nenhum humano é apenas a manifestação que aparenta ser. Todas as árvores e todos os seres humanos são muito mais do que o detalhe da aparência.
O homem não possui um conceito que possa descrevê-lo. Todos os seus conceitos tornam-se rótulos. Um Despertar altera a maneira de um homem em conceituar-se. Apaga todos esses conceitos. As práticas capazes de acabar com esses conceitos são poucas. Inventar um conceito diferente não contribui em nada. Quando a desmontagem de um ego acontece, esta é a liberdade definitiva”.
Saint Germain
Fonte: http://comptedesaintgermainsblog.blogspot.com/2011/02/awakening-masters.html

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

Quando os Mestres falam, resta aos discípulos tentarem entender e vivenciar. Este texto de Saint Germain ilustra muito bem os ensinamentos que Michael tenta nos passar em cada oportunidade. Michael, em si, já é um ensinamento, um compêndio de sabedoria ambulante, mas ele tenta colocar tudo em palavras, em músicas, em atitudes para nos orientar.

Um cem número de vezes ele disse: "somos um"... ou "somos todos um"... ou "somos todos uma família"... Esse é o conceito a que Saint Germain  se refere no texto acima. Um Ser desperta quando sai da Individualidade para se ligar à Unidade (consciência crística ou amor universal)Michael exemplifica esse conceito quando sente a dor do mundo como sua, ou quando se sente pai de todas as crianças do planeta...  ou ainda quando não gosta de se intitular americano por se sentir um cidadão universal.

"não julgar" de Michael também torna acessível à nossa compreensão a assertiva de Saint Germain de que "Nenhuma árvore é somente o personagem que se manifesta no momento, e nenhum humano é apenas a manifestação que aparenta ser. Todas as árvores e todos os seres humanos são muito mais do que o detalhe da aparência."

Não podemos julgar nada, nem ninguém, porque não conhecemos a verdade, já que a verdade é intrínseca a cada Ser ou situação. Só a Divindade tem acesso à Verdade de cada um e, se repararmos bem, nem mesmo nós somos detentores da verdade de nós mesmos. Nós não nos conhecemos internamente. Somos incapazes de reconhecer nossos sentimentos e de prever nossas reações... Aliás, nós ainda "reagimos" ao invés de agirmos.

Somos reféns da nossa própria ignorância, somos desonestos com nossa própria essência, não somos criaturas livres, pois fazemos da ilusão de tudo a nossa bússola. Estar desperto é olhar para si mesmo e reconhecer-se parte de um todo, de uma Grande Consciência que tudo rege. Nada somos sozinhos, tudo somos unidos... lembram-se das palavras de Michael aos fãs, em 2003: "Sozinho eu não posso nada, mas juntos podemos curar o mundo"? É esse o conceito do UM.

Quem tiver ouvidos de ouvir,
que ouça os Mestres ensinando


   



-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-
Este artigo é protegido por direitos autorais. O autor dá permissão de compartilhá-lo, através de qualquer meio, contanto que os créditos sejam incluídos: nome do autor, data da postagem e o local onde se obteve a informação divulgada com o corpo da mensagem. É expressamente proibida sua comercialização sob qualquer forma ou seu conteúdo adulterado ou parcialmente divulgado (trechos da mensagem) ou utilizado para base de qualquer trabalho sem prévia permissão do autor. Sempre incluir o endereço eletrônico do site oficial no Brasil: michaelsiriano.blogspot.com.